Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

18.06.20

Workaholic


Lila

Sabem quando se trabalha tanto que, chegado o serão, depois do jantar em família, e de se ter estado o dia inteiro num frenesim gigante, se decide não enviar nem um email mais e sentimos culpa por isso?

Estou nessa fase. 

Já passei por isto há uns anos, ainda o meu marido trabalhava em Portugal. Zangava-se tanto comigo que acabei, pouco a pouco, por terminar o trabalho ás 18h e não continuar ate ao dia seguinte. O meu marido trabalha na Alemanha e tem um ritmo de trabalho normal, muito distinto do meu.

O confinamento e especialmente o lançamento do kit, trouxeram-me de volta os dias de 15 e 16 horas de trabalho. O trabalho aos fins de semana.

Sei que esta errado e que não tarda nada viro a boneca e não há volta a dar. Há momentos no dia em que sinto que vou rebentar. Mas continuo. Hoje, durante a caminhada (a única coisa que continuo a fazer, para compensar a falta do yoga) recebi 3 chamadas telefónicas de trabalho. E ja passava da hora de termino do expediente, que no nosso caso, nem faz muito sentido porque não estamos no escritório. Serve apenas para nos orientarmos. Duas das chamadas foram do mesmo colega, e eu disse na primeira vez que estava  a fazer a minha caminhada. Voltou a ligar com outro tema, mesmo sabendo que já não estava em frente ao computador. 

Ontem e hoje fiz um curso sobre comunicação e estilos de trabalho (DISC). Gostei muito e quando recebi o relatório de 22 paginas sobre o meu estilo de comportamento  (Influencer a 93%), fiquei a pensar que há muitas coisas que tenho que aproveitar e fazer crescer, por ser essa a minha natureza  e outras tantas que tenho que mudar ou anular em mim.

Uma delas é esta sede de fazer tudo bem e depressa. Não querer que ninguém fique à minha espera Querer limpar listas e listas de tarefas. Em casa e no trabalho. 

Ou mudo depressa e começo a pensar mais em mim, ou vou já fazendo reserva no Júlio de Matos. Just in case.