Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

07.10.19

Intimidade Indecente

Lila
  O ponto alto deste fim de semana. Muito mais do que uma comédia, é uma reflexão sobre as relações. Vera Holtz e Marcos Caruso envelhecem cerca de 30 anos à nossa frente, sem um pingo de maquilhagem ou qualquer adereço. Vale mesmo muito a pena ver teatro assim.
30.09.18

Baixa terapia

Lila
Uma peça muito divertida com um final surpreendente. Fomos no sábado, os dois e gostámos muito. Peça para ficarmos a pensar.
12.01.18

Actores

Lila
O meu primeiro presente de aniversario, de mim para mim. Vamos hoje, e estamos com muita expectativa.
17.12.17

Os guardas do Taj

Lila
Domingo é aquele dia do relax, mas hoje a animação começou cedo. O A. recebeu cinto negro no aikido e eu fui ver a aula de graduação durante e a manhã, ainda toda ramelosa e com tudo por organizar em casa (ontem deitamo-nos bastante tarde). Depois, já arranjadinhos, fomos experimentar o famoso brunch do Sana Epic Hotel e não nos desiludimos. Uma experiência cara, mas que vale muito a pena. Sushi, saladas, pratos quentes, sobremesas...tudo fantástico. Mas tenho que dizer que (...)
09.12.17

Orfãos

Lila
Depois do filme, fomos directos para o teatro São Luís. Tínhamos estes bilhetes desde o aniversario do JA, foram a minha prenda para o A. Ontem foi dia de emoções fortes. A peça é muito boa, e muito dura. Gostei muito da interpretação da Isabel Abreu e o texto era riquíssimo. A ver até 17 de Dezembro.
13.04.17

Quem tem medo de Virginia Wolf?

Lila
E assim terminamos estes dias sem filho, dias de programas culturais, de almoços e jantares a dois, de namoro e atenção um ao outro. Hoje, inicio destes dias de repouso, almoçámos muito tranquilos no Pedra e Sal e dediquei-me a estudar italiano durante a tarde.Depois, fomos ver “Quem tem medo de Virgínia Wolf?” um clássico dos anos 60, interpretado por Diogo Infante e Alexandra Lencastre, em cena no Teatro da Trindade. (Ah, este ano já fui tão feliz na Trindade, primeiro com (...)