Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

08.06.20

O meu pai

Lila
Eu sou a filha que se parece com o pai. As outras duas, mais velha e mais nova, são iguais à minha mãe. Eu, não só me pareço fisicamente com ele, como tenho exactamente os mesmos traços de personalidade do meu pai. Somos tão parecidos que no dia me que nos zangámos à seria, ficamos 14 anos sem falar. E eu tenho muita pena de ter perdido esses anos.. Porque aconteceram muitas coisas nesse espaço de tempo que não voltam a acontecer e ele, a pessoa mais especial do mundo, não (...)
13.02.20

Tudo bem

Lila
Pai já teve alta. Ontem correu tudo bem, embora o cardiologista nos tenha dito que o bloqueio era gigante e que não percebia como é que ele não teve um enfarte. Mas a boa noticia é que ficou resolvido. Quando saiu da intervenção, pude estar com ele no recobro. A equipa foi fantástica, passou bem a noite e já posso respirar de alivio. 
26.01.20

Pai

Lila
Fomos jantar ontem juntos, como fazemos muitas vezes. Sempre que estou sozinha com o JA ao fim de semana ele aparece, como quem não quer a coisa, e leva-nos a jantar. É uma forma de me mostrar que está presente, que não se esquece. Quem me dera pode dizer isso de tantas outras pessoas chegadas que pura e simplesmente ignoram o facto de que eu sou mulher de emigrante, há mais de oito anos. O meu pai esta com um problema cardíaco. Já fez muitos exames e amanhã vou com ele ao (...)
09.11.19

Viver de afectos

Lila
Fui aprendendo com os anos a viver sempre e cada vez mais de afectos. Sou a que se preocupa e manda mensagem se o marido da empregada esta doente. Que liga à tia todos os dias, porque caiu nas escadas. Que visita no hospital quem esta doente, que esta lá. Sou eu quem liga para a família do meu marido, aos tios e primos, sempre que precisam de apoio. E nas datas festivas. Que diz "gosto de ti" as amigas. Acho que estamos aqui para sermos mais uns para os outros. E eu preocupo-me (...)
22.09.19

Sabado de chuva

Lila
Agarrei no meu filho, apanhei a minha irmã mais nova, o marido e a filha e fomos ate Viseu almoçar com o meu pai e visitar as minhas primas. Foi um esticão enorme porque regressamos à noite e fui eu que conduzi sempre, mas estes momentos em família são impagáveis. Tenho a plena consciência de que o tempo com o meu pai não é infinito e que tenho que aproveitar enquanto posso. "Abraça os teus pais enquanto estão aqui".  
22.07.19

Netos

Lila
Acredito que a maior riqueza do meu pai, mais do que as suas filhas, são os seus netos. Quatro, dois rapazes, duas raparigas, todos diferentes, um amor comum. 
21.07.19

Pai

Lila
Faz hoje 75 anos. Cheio de saúde, cheio de planos, cheio de humor, cheio de amor. Parabéns, pai, Que orgulho ser tua filha do meio.
03.07.19

Avô

Lila
Inadmissível esta coisa de ter dois palmos de altura acima do avô. 
07.04.19

almoço

Lila
Ainda antes de iniciar uma semana dos demónios, fomos almoçar com o meu pai, para lembrar que há sempre colo e força na família. Vai passar depressa.