Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

08.08.22

Familia politica

Lila
Ontem fomos ao Algarve almoçar com a família do meu marido. Celebração de aniversários já passados sem nós. Terminámos com um bailarico, o meu cunhado Paulo a tocar piano, o cunhado Luís a tocar percussão e eu a cantar mal e porcamente. Foi bem divertido.
03.04.22

Eu por aqui, eles por lá

Lila
Uma semana sem aqueles dois. Já estou habituada ao silencio da casa e já nem tenho aquele medinho bobo que me assolava durante cinco minutos, antes de adormecer. Ontem fui à praia, tranquila, a saborear este calor bom, que nem é Primavera, nem é o horror do Verão. É só a temperatura ideal. A água do mar subiu um patamar acima de tépida. Está no ponto perfeito. Regressei com calma, pela Marina, a notar as diferenças na rua por estarmos neste período sagrado. Menos gente, (...)
01.04.22

Freud, corre aqui

Lila
A ouvir o podcast lembrei-me de um dos maiores traumas da minha infância, piada recorrente nas reuniões da minha família. Quando eu tinha seis anos, fui passar 15 dias de férias na Alemanha com os meus pais e com a minha irmã mais velha (a mais nova não existia ainda). Fomos na nossa carrinha Ford verde escura, na qual o meu pai construiu um beliche para que eu e a minha irmã pudéssemos dormir a sesta, durante o caminho. Lembrar o facto de a carrinha não ter bancos atrás e em (...)
16.02.22

Favor ou folga?

Lila
Esta coisa das pessoas se convidarem para vir passar férias para à minha casa está a deixar-me doida. Temos muito gosto em receber as pessoas que nós entendermos convidar e já pusemos a nossa casa à disposição delas. Mas agora ter um primo do meu marido, que eu vi 3 vezes em quase 30 anos, com o qual não tenho nenhuma ligação, nem me identifico, fumador, um daqueles queques super chiques, que esta habituado a ser servido, a insistir para vir passar uma semana na minha casa...é (...)
26.07.21

Algarve

Lila
O Algarve não é, nem nunca foi o meu destino favorito, mas passámos os últimos dias por lá, para poder estar com a família do Afonso antes da ida para o Dubai. Muito calor, um bronze reforçado e a cabeça feita em agua tal é a confusão de cada vez que aquela gente se junta toda.
16.07.21

A mudança

Lila
Foi há pouco mais de um mês. Decidi concorrer a um lugar de management na minha empresa, para liderar uma equipa de especialistas. Nunca pensei que fosse para a frente. Mas marcaram-me uma entrevista com a futura potencial chefe, depois com os recursos humanos, depois uma apresentação diabólica que me encheu de trabalho e de nervos, com o chefe disto tudo. Em três semanas já tinha avançado ate à fase final. Passei por todo o processo incrédula, mas feliz por estar a ultrapassar (...)
14.05.21

Familia

Lila
Há dias tão difíceis de superar! O ultimo ano foi caracterizado por problemas familiares de ordem vária, que nos têm afectado como família. Tenho uma preocupação constante, diária, com o meu pai, deprimido com a separação da minha irmã mais nova, estupidamente mais magro e sem a energia que o caracteriza. O meu pai tem 76 anos e uma mentalidade fechada, à antiga, militar e foi arrasado por este acontecimento. A minha irmã também tem razão em querer seguir a sua vida e (...)
05.06.20

Be strong

Lila
Os últimos tempos foram de crise para a minha família. E eu senti que fui a base, que tudo acabava por chegar a mim, e que tinha que gerir não só as minhas, mas as emoções de todos. Provavelmente, em cada família há uma pessoa assim. Não foi fácil ter a cabeça no lugar e controlar o meu coração. Acabei esgotada. Mas venci. Vencemos todos. E sinto que  estamos preparados para todos os desafios que  possam surgir.  What doesnt kill you makes you stronger.
03.06.20

Fim de semana

Lila
  Este fim de semana precisávamos mesmo de mergulhar no mar, fazer paddle, estarmos juntos. O tempo estava óptimo e foi mesmo bom. A praia não estava cheia, as pessoas respeitam os espaços e não nos sentimos inseguros. A mim, especialmente, depois de todo o tumulto, fez-me mesmo bem.