Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

31.07.18

Living la vida loca

Lila
Estivemos um mês fora de casa. Primeiro duas semanas e pouco de férias, chegámos e estivemos dois dias em casa e fomos mais uma semana e meia para a Alemanha. Quando chegamos, fomos para o Algarve. Não paramos nestas semanas e foi muito bom. Ter saudades de casa e das rotinas! Obviamente que entre por o trabalho em dia e andar neste corropio, me deixou sem tempo para fazer mais nada. Tenho que fazer um exame escrito de italiano esta semana e uma prova oral para a semana e ainda não (...)
25.07.18

Alemanha-as fotos

Lila
Como sou feliz contigo!Passeio no rio.Os lounges de praia, nos topos dos edifícios. Quem não tem praia, caça com gato.Um dos meus escritorios nas ultimas semanas.As prendas para o filhote. Dois livros gigantes comprados numa loja só de Comix que ele vai adorar! (mas que são super pesados, vai-me custar leva-los)Braunchevaig.As casas junto ao rio mataram-me. A vir viver para aqui, gostava mesmo era que fosse para uma delas. Sonhos...  Com o ganha pão do marido como cenário.
24.07.18

Alemanha

Lila
Interrompo o roteiro das férias para dizer que estou a trabalhar na Alemanha há uma semana e meia, ou seja, desde que vim de férias. Esta primeira experiência prende-se com o facto de ter cá o marido a trabalhar e começarmos a pensar que não tem muita graça estarmos separados. Claro que não pensamos numa mudança definitiva para já, e enquanto tivermos o nosso filho relutante em mudar-se. (E eu compreendo perfeitamente a sua relutância). Mas estou por aqui porque ele esta de (...)
22.06.18

Eu e os aviões...

Lila
...temos uma relação complicada. Ontem, tinha previsto apanhar o avião das 19.20 em Madrid e estar em Lisboa as 19.40 (lembrar que aqui é uma hora a menos). A ideia era vir ainda a tempo de jantar com o meu homem, que fazia anos. Pois, o avião primeiro atrasou. Depois fizeram-nos desembarcar porque havia um avaria. Depois foi cancelado por excesso de horas de voo da tripulação. E depois, eu cheia de nervos e em completo pânico por ter de ficar mais uma noite em Madrid,  (...)
21.06.18

Parabéns meu amor!

Lila
 O dia do teu aniversario é sempre muito especial para todos nós. Só podias ter nascido no maior dia do ano, tal é a tua sede de fazer coisas, de ter tempo para nos fazer felizes.Parabéns! Que tenhas um dia muito especial!! Estou em Madrid, mas sei que estas no colo da tua mãe, dos teus irmãos e do nosso filho. Logo à noite terás tambem o meu, e todos os meus beijos. Amo-te muito!
14.05.18

Gerir a ausência

Lila
Hoje li um post da Catarina Beato sobre gerir as ausências e tive que lhe deixar um comentário com a nossa experiência. Somos quase campeões nessa gestão.Na passada semana percebi que, apesar de separados grande parte do tempo, somos muito mais unidos que muitos casais que vivem sempre juntos,.Estou numa fase em que acredito seriamente que o fazemos bem, sem grande prejuízo para ninguém, principalmente para o nosso filho. Há dias em que me sinto mais sobrecarregada, outros em (...)
13.05.18

Saudades de Praga

Lila
Depois de uma semana em que não nos largámos, quinze dias de separação. Ainda bem que enchemos bem o nosso deposito de mimos.Aqui ficam algumas, poucas, fotos da nossa lua de mel. A maior parte das fotos foi tirada pelo A e ainda não estão partilhadas na nossa cloud. Estas são algumas das que tinha no meu telemovel.  No campo de concentração em Terezin.Terezin está dividido em duas partes, a fortaleza grande e a pequena. A primeira foi um gueto onde viveram mais de 150.000 (...)
08.05.18

Praga

Lila
A nossa pequena lua de mel foi em Praga, uma cidade absolutamente fascinante, que adorámos conhecer. Passamos sete dias a percorrer ruas, pontes, monumentos e museus, com tempo para tudo, mão na mão. O bem que nos fez esta pausa da rotina, só os dois. Tenho que confessar que me deu muitos nervos deixar o meu filho uma semana sem mim, mas soube-nos tão bem, que valeu a pena. Como diz uma amiga querida, sou mãe, mas também sou mulher e esposa. Obrigada ao meu marido por ter (...)