Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

02.06.20

Stress pós traumatico


Lila

O pior já passou. A vida da minha irmã esteve em perigo, mas já lhe dei um abraço. Já a pude sentir nos meus braços e acreditar que os milagres existem. Que a minha mãe está lá a zelar por nós e não deixa que coisas más nos aconteçam. Mas toda a situação  deitou-me  a baixo. As nossas vidas estiveram em suspenso durante duas semanas que pareceram meses. Não consigo dormir,  reajo mal ao stress do trabalho, não consigo ainda lidar com a rotina normal. Da-me a sensação de que, passada a tempestade, ando a apanhar os cacos, a colar os bocados e a tentar voltar ao meu ritmo, aniquilado pelos acontecimentos recentes. Como diz o ditado, não mata mas mói.