Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

08.08.18

Para terminar Bali


Lila

E passar ao Dubai. Dicas praticas para quem pensa ir até lá.

Atenção aos vulcões e cenas relacionadas. Nos não tivemos nenhum problema porque apesar do Agung ter entrado em erupção 3 vezes enquanto lá estivemos, não demos por ele. Mas nas ultimas semanas, com o sismo, a coisa tem sido complicada. A Indonésia encontra-se em cima de uma das zonas mais instáveis em termos sísmicos em todo o mundo...E o problema é que a informação chega cá com algum atraso. No nosso caso, o vulcão entrou em erupção dois dias antes de irmos. E nós não soubemos de nada. Ainda bem, senão acho que já não tínhamos ido e era uma pena.

Bali não tem as mínimas condições de acessos, passeios, etc para pessoas com dificuldades de mobilidade, ou mesmo pessoas mais idosas.. Enquanto passeávamos pela ilha pensei imenso nisso. Uma cadeira de rodas, umas canadianas não conseguem andar facilmente por lá.

Bichos: eu que sou super histérica com osgas ia-me passando. Há osgas em cada centímetro de cada casa e hotéis. A conta disso a minha marcação de hotéis pela ilha restringiu-se a hotéis muito bons, onde não havia a mínima hipótese de haver osgas no quarto. Na primeira Vila onde ficamos havia osgas na casa de banho e eu ia morrendo. 

Acabei por gastar muito mais dinheiro a conta disso. Para além de osgas, também vimos cobras e lagartos. Mas esses estavam longe dos hotéis.

Aproveitem as massagens balinesas (são boas e baratas) e se possível, façam yoga. Eu, para além de praticar também comprei roupa para a pratica. Há imensa em todo o lado.

A comida indonésia é muito parecida a toda a asiática que conhecemos mas com a particularidade de não comerem com pauzinhos. Usam talheres.

Os hotéis, mesmo os de 5 estrelas fazem pequeno almoços com comida local, mas há sempre pequeno almoço continental para quem não goste.

A temperatura em Julho nunca passou muito dos 30 graus, e por isso aguenta-se muito bem. A agua do mar esta bastante mais quente do que a nossa, mas na maior parte das praias há muitas ondas. dai ser um paraíso para os surfistas.

As pessoas são de uma simpatia incrível, sempre dóceis e prontas a ajudar.

O transito é caótico. Nunca nos podemos fiar se a rua só tem um sentido  porque parecem motas e carros de todos os lados. A melhor forma de nos deslocarmos é com um motorista. Existem imensos e servem de guia. E alugar uma scouter, só se for num local mais tranquilo. Bali é demasiado caótico, pelo menos para medrosas como eu.

Cuidado com a agua, mas os hoteis colocam garrafas á disposição nos quartos, todos os dias.

Ai, e agora já tenho saudades e voltava para lá.

HFFV1101.JPG

AQTK8020.JPG

BBJA4053.JPG

 

AZMJ3479.JPG

 

GGAW1486.JPG