Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

09.03.18

Os nervos à flor da pele


Lila

Os dias têm sido dificeis, Muito trabalho, muitas viagens, muita pressão. Esta coisa de ser mãe sozinha e ter cá o pai de 15 em 15 dias não facilita as coisas, principalmente quando se tem um filho adolescente que de vez em quando decide lembrar-me das maravilhas da idade. Havendo apenas um progenitor para atingir, o embate e maior. 

Eu lido mal com as respostas tortas do meu filho adolescente. Não me consegui convencer de que são normais, levo tudo a peito, fico magoada. E se não tenho com quem dividir a magoa, ainda custa mais. 

Depois tenho tido imenso trabalho. Dou comigo a fazer listas por cima de listas e adicionar outras listas de tarefas. Nunca acaba.

Ontem avariou o aspirador aqui de casa. A meio da limpeza semanal. Com a empregada cá. Mais uma merda chatice para resolver. No outro dia ia pegando fogo à casa com um aquecedor velhinho que se ligou sozinho depois de eu lhe ter dado uma cacetada e quase ter afocinhado num móvel. Queimei uma parte do soalho do escritório e tenho rapidamente que o substituir, embora não tendo tempo sequer para procurar alguém que mo venha fazer.

Olho para o chão e só me dá vontade de chorar.

Enfim, melhores dias virão. Esta chuva também deprime uma pessoa, caramba, nunca mais passa esta nuvem!!!

Bom fim de semana.

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.