Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

08.02.15

O meu vizinho é mais maluco do que os vossos


Lila

As saudades que eu tinha de passar uma noite em branco, a ouvir o meu querido vizinho a abrir e a fechar a porta da rua, a subir e a descer no elevador, a tocar-me à campainha com o dedo esquecido por minutos e a falar no hall, onde faz um eco do catano?

E das tralhas que ele faz entrar e sair de casa durante a madrugada, enchendo toda a zona da porta e até da entrada do prédio?

E das cacetadas que ele deu com um florete de esgrima na minha porta?

E as saudades das duas brigadas da PSP que tiveram que cá vir, chamadas por mim?

Eram mesmo muitas.

O que vale, é que a segunda equipa levou o senhor, descalço, com a chave por dentro da porta e fechado na rua, para a esquadra e depois, para a ala psiquiátrica do hospital de Setúbal.

Agora, é rezar que por lá fique uns bons tempos.

A minha sanidade mental, agradece.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.