Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

17.01.21

Mulheres da minha alma


Lila

Terminei ontem o livro "Mulheres da minha alma" de Isabel Allende. O livro não é a novela apaixonante a que já nos habituou, mas sim um relato pessoal e emotivo do seu percurso no feminismo. Ao longo do seu testemunho, numa vida dedicada às causas da mulher, recorda Paula, a sua filha precocemente falecida (saudades do livro Paula, o unico que me fez chorar compulsivamente. Ás vezes temos que voltar a esses lugares dolorosos, chorar e lavar a alma...), Panchita, sua mãe, e tantas outras mulheres importantes que marcaram a sua historia, de uma ou de outra forma. Fiquei com uma sensação de testemunho derradeiro, dada a idade e a longa lista de livros de sucesso que fazem parte do seu percurso, mas suspirei de alivio quando a vi, nas redes sociais, a iniciar um novo livro a 8 de Janeiro, a data em que iniciou todos os anteriores.Para não perder balanço, comecei já a lêr um autor desconhecido para mim, Carlos Ruiz Záfron, espanhol, autor de uma tetralogia bastante elogiada (e eu que sou fã número um da tetralogia da Elena Ferrante...). Para não me atirar de cabeça em quatro livros sem conhecer o seu estilo de escrita, comprei a compilação de contos (o meu estilo literário favorito). "A cidade de vapor" foi o seu ultimo livro. Faleceu em Junho do ano passado, com 56 anos. A avaliar pelas primeiras paginas do primeiro conto, acho que me vou apaixonar...