Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

28.10.15

Duas constatações


Lila

-Ontem, a passear em Bilbau percebi, uma vez mais que estas cidades são orientadas às crianças. Os parques infantis são muitos e fantásticos. Há dezenas de crianças a brincar ao final da tarde, com os pais na esplanada, a beber uma caña, ao lado. Os espanhóis não vivem o chamado casa-trabalho-casa que nós portugueses cultivamos.

-Hoje, já de noite, fui dar um passeio na Gran Via em Madrid. E de repente, não percebi porque, estava num aglomerado de gente, de policia, de câmaras de TV, uma coisa de tal forma gigante que quase tive um ataque de pânico (odeio aglomerados de gente, sinto uma insegurança enorme). Não cheguei a perceber o que estava a acontecer. Mas uma coisa é certa, Lisboa parece campo quando comparada com a grandiosidade de Madrid, e com o numero de pessoas que circula todo o dia e toda a noite pelas ruas.