Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

20.02.15

Diferente


Lila

Almoçar com mães de coleguinhas do meu filho, por coincidência de local,  e sentir-me a léguas de distancia delas.

Não ter nada, mas mesmo nada a ver, nem fisicamente, nem na forma de vestir, de pensar, de rir, de ver a vida, de avaliar os professores deles, ou a forma de os educar.

Parecem-me todas mais velhas, muito mais velhas do que eu.

Será que sou eu que tenho uma percepção errada de mim mesma?

Seja como for, note to self, na próxima sexta,quando acabar o trabalho e for buscar o meu filho, não fazer o almoço tardio no mesmo sitio.

Não foi divertido.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.