Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

01.12.21

Dezembro


Lila

Se há um ano me dissessem que estaria na praia no feriado de Dezembro, desatava-me a rir. Aliás, se há seis meses me tivessem dito que neste ano mudava totalmente a minha vida, ia achar que a pandemia tinha toldado os sentidos a essa pessoa. Mas aqui estou, em Dezembro, a celebrar o dia nacional doutro pais, noutra casa, noutro trabalho e noutra vida. Temos tantas vidas dentro da nossa. Entramos em Dezembro e pela primeira vez não entrei ainda no espírito do Natal. Fomos formatados para Natal ser sinónimo de frio. Não fiz árvore, não comprei presentes. Vou deixar tudo isso para quando chegar a Portugal. Por aqui, fazemos praia neste primeiro de Dezembro. Longe de stresses natalícios, jantares e decorações. Ainda vou ter saudades de tudo isso, mas por agora, esta tudo bem. E entre dois mergulhos, agradeço a sorte que tenho. Esta semana curta foi muito boa. Senti o reconhecimento do meu trabalho, do meu esforço. Senti a aceitação de uma equipa e percebi que fiz a escolha certa. ‘ Tinhas que ser tu a estar neste lugar, obrigada por isso.’ Fizeram o meu dia, a minha semana, o meu mês, o meu ano. Eu é que agradeço.