Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

16.02.21

Das regras estupidas nesta pandemia


Lila

Ontem fui fazer uma avaliação de testes covid ao Hospital Universitário de Coimbra. Sai de casa ás sete da manhã e regressei depois da hora de almoço. Na autoestrada, parei na Área de serviço de Pombal para comprar um sanduíche. E percebi, incrédula, que as áreas de serviço podem vender comida para take away mas nem uma única bebida. Nem um café, uma agua, um sumo. Expliquem-me por favor qual é o sentido desta medida. Mas expliquem-me devagarinho que ainda estou meio atordoada de não poder comprar uma garrafa de agua, no meio da autoestrada, enquanto estou a trabalhar. Só não fiquei embuxada com a sandes porque tinha trazido fruta e agua comigo, numa lancheira. Não fiquei embuxada mas fiquei pasmada, com tanta estupidez.

5 comentários

Comentar post