Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

16.05.19

Carla


Lila

Não precisavas passar por mais esta luta. Não precisavas mesmo. Deus as vezes, obriga-nos a provar  de que fibra somos feitos. Injustamente. Já venceste um cancro da mama e agora, quando tudo parecia calmo, treze anos depois, a vida castiga-te com outro cancro. E este esta a dar luta, esta a fazer-te utilizar todas as tuas forças. Estas cansada. Mas ainda assim, continuas a trabalhar. Nunca conheci ninguém com tanta força, nunca conheci um braço de trabalho tão forte e obstinado. Hoje ligaste-me a chorar. Pela primeira vez em cinco meses. E eu, que nunca choro quando falamos, também chorei deste lado. A minha vontade de pegar no carro e fazer 300 km para te abraçar foi quase incontrolável. Queria tanto dar-te colo, minha amiga. Este filho da puta esta a dar-te muita luta, é rijo como o demónio. Mas tu és muito mais. E vais vencer. Vais vencer. E que grande festa vamos fazer quando te livrares dele. Acredita. Acredita pela tua filha, da mesma idade do meu. Acredita. Os nossos anjos-mãe estão juntos a rezar por ti, são estrelas no céu que não vão deixar que baixes os braços. Acredita.

Tu tens um propósito e és amada. 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.