Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

13.11.18

Aeroportos


Lila

Tivesse eu notas de 50 euros, como as horas que tenho de esperas em aeroportos e era uma mulher rica. Cheguei as 8:30 a Madrid, depois de meter levantado as 4:20 e ter dormido duas horas e agora só tenho voo para Bilbau as 11:45.  Já tomei o pequeno almoço, já trabalhei, já fiz chamadas e agora vou andar as voltas. Menos mal que é o terminal 4, o único que se aproveita em todo o aeroporto de Madrid. Esta deve ser a parte mais dura do meu trabalho. Levantar de madrugada, deixar tudo preparado em casa e para a viagem que vou fazer, orientar filho, fazer malas, ter a sogra e o pai prontos para ajudar na minha ausência, deixar recados para a empregada, a casa preparada para a limpeza. Eu fico muito cansada ainda antes de entrar no avião e este despertar ainda de noite, em que invariavelmente não durmo, deixam-me de rastos.