Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

27.09.16

A rotina pode ser tão boa


Lila

Fechei o computador um pouco antes das sete e em poucos minutos já estava a fazer o meu footing. O marido passou no supermercado e quando cheguei, começámos a fazer o jantar juntos, o miúdo agarrado ao computador, já de banho tomado e em pijama, mala feita para amanhã, trabalhos de casa em dia. Fomos bebendo um gin que o A tão bem sabe fazer, a ouvir o álbum ao vivo do doce Djavan. O jantar ficou pronto já tarde (quem nos mandou fazer um bacalhau no forno?) e enquanto esperávamos, vimos juntos um episódio da novela que já terminou. Jantamos na varanda, um tempo quente que já não é de quase Outubro. Passa das dez, o nosso filho tem que se deitar, ultimo as tarefas da noite, tirar roupa, deixar a lancheira já na bancada da cozinha, por maquina de loiça a lavar. Deito-me com o meu filho, para os mimos da noite e ele adormece como quando era bebé.

Há dias em que nos sentimos em paz com o mundo, em paz connosco, em paz com as pequenas coisas boas que a rotina nos pode trazer. 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.