Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

30.06.09

Então é assim?


Lila

Eu sempre me interroguei sobre o facto de a maioria dos homens ter desde cedo uma auto-estima mais acarinhada do que a maioria das mulheres.

Os homens mimam-se mais, não propriamente com massagens e banhos de lojas, mas em horas de lazer, a fazer coisas que gostam e que são só suas, sejam elas quais forem.

Por outro lado, há a relação de intimidade com as mães, que os protegem até ás ultimas consequencias, numa relação totalmente amorosa, livre das rivalidades típicas das mulheres e que também afecta a relação mãe-filha.

E é por isso que os homens chegam mais longe nas suas carreiras.

E não sofrem de depressões tão frequentemente.

E têm boas peles.

 

Hoje descobri que para além de atitude, há algo genético que condiciona este comportamento. Algo que não se ensina, que não se aprende.

Apenas passa de pais para filhos homens, de uma forma natural.

Senão vejam:

 

O meu filho deitado todo nú no sofá da sala, acabadinho de tomar banho:

Eu-" Filho, larga a pilinha! Então estás a mexer na pilinha?"

Ele, a fazer uma conchinha com a mão, como que a proteger um tesouro: "Mamã é o meu ourinho, é o meu ourinho..."

 

Caramba que paradigma de auto-estima...

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.