Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

27.01.12

Irmãozinho amarelo, até sempre!


Lila

Perdemos o nosso irmãozinho amarelo.

Que me fazia tanta companhia nas longas sessão de trabalho aqui na cozinha, agarrada ao computador.

Mal nos via, desatava a cantar.

Ás vezes demasiado, confesso, mas com uma alegria que dava gosto.

Ontem o irmãozinho amarelo (como lhe chamava carinhosamente o JA) foi brutalmente assassinado por uma gaivota, aqui na minha janela.

Ao final do dia, quando cheguei, havia alpista por todo o lado, penas espalhadas e o canário morto, de forma brutal.

Demorei a perceber o que tinha acontecido, até que vi sinais da maldita gaivota. Penas e um cocó no parapeito da janela aberta, onde fica sempre a gaiola do bichito.

Fartei-me de chorar com o choque.

E as imagens do pobre passarinho andaram na minha cabeça a noite toda.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.