Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

28.04.09

Cólica


Lila

Hoje tive um dia, digamos, especial.

Tudo corria normalmente até á hora de almoço, quando recebi um telefonema do Infantário.

Quem é mãe, sabe que não é bom presságio, receber uma chamada do infantário.

E não foi.

Suspeitavam de apendicite no JA.

Tinha deixado de comer e queixava-se muito com dores na barriga.

Estavam muito preocupadas com ele.

Lá voei até Setúbal para o buscar.

Nem sei como é que consegui lá chegar.

Mas, cheguei.

E o meu filho estava com bom aspecto, mas com uma dorzinha na barriga.

Levei-o comigo, á cautela.

Como eu ainda não tinha comido, passei no Macdonalds.

O meu filho, supostamente doente, pulou de alegria por causa do happy meal e do boneco inerente.

Segui para Santa Maria, onde tinha trabalho e o meu rico filho pintou a manta no laboratório.

(Andou a "dar picas" em todo o pessoal médico, tentou mexer em todos os equipamentos, etc, etc...).

Depois fui ao escritório e o meu rebento correu pelos corredores, comeu rebuçados, fez furinhos em 50 folhas, lanchou, deu gargalhadas...

Ah, e fez cócó, que era disso que ele estava a sofrer.

De maneiras que estou de rastos.

Parece que trabalhei três semanas de seguida e nas obras.

 

Cólica.

Chama-se cólica

Senhora Educadora, chama-se Cólica.