Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

24.12.10

Natal


Lila

Estive 3 horas enfiada na cabeleireira, que eu sou uma mulher enorme e tenho muito que cuidar, Faço questão que o Pai Natal não me apanhe de unhas lascadas ou pontas de cabelo espigadas. Tem de estar tudo no sítio.

Depois, demos um passeio pela baixa, cheia de gente em compras last minute.

Almoço de peixinho na esplanada do costume a fazer um bocadinho de fotossíntese.

Á tarde, fazer um doce para levar para a casa da minha mana e os homens a dormir a sesta.

Deixar sopa já feita, que amanhã quando chegarmos só nos vai apetecer sopinha.

Logo, família reunida á volta da mesa, amanhã a cena repete-se para o almoço com o outro lado da família.

E agora é esquecer que se fechou a boca para perder os 6 quilos e comer tudo o que apetecer, relaxar e deixar entrar o espírito do Natal.

Cada ano que passa, agardeço a Deus ter perto de mim os que mais amo.

Com saúde.

O resto não interessa nada.

Feliz Natal!