Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

25.04.23

25 de Abril


Lila

Cravo Imagens de Stock de Arte Vetorial | Depositphotos

Passar este dia longe de Portugal deu-me um aperto no peito. Na verdade, não senti falta do país mas dos relatos feitos pelos meus pais, à mesa de jantar, acerca das privações passadas antes do 25 de Abril, como viveram esse dia e os meses seguintes. Não nasci num regime fascista, mas a minha vida foi marcada por estes relatos de quem teve que gerir essa realidade durante muitos anos. O meu pai chegou mesmo a ser levado para interrogatório, por ser na altura, regedor da nossa freguesia. A minha mãe, que tinha acabado de me parir, ia perdendo o leite, tal foi a camada de nervos. O 25 de Abril marcou o fim da ditadura mas durante muitos meses a seguir, continuava a sentir-se opressão e instabilidade.

Lembro-me que ver os fogos neste dia me dava sempre vontade de largar num pranto. Fui concebida em Abril de 74, sinto-me muito filha desta luta.