Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

29.06.10

What happens in Berlin, stays in Berlin...


Lila

Ou então não.

E eu, desbocada me confesso, boto a boca no trombone e conto tudo.

Ontem foi um dia duríssimo.

Tinha-me deitado tarde, depois de um jantar com clientes espanhóis no Domingo.

O dia foi passado no stand monstruoso que temos.

4800 congressistas é no mínimo um numero assustador de pessoas para atender...(este é o maior congresso do mundo)

E no meio de todos eles, falam-se as línguas que se sabe e que não se sabe, que em guerra não se limpam armas.

Ao final do dia, a festa da empresa.

800 convidados para serem encaminhados para 10 autocarros.

A festa foi espectacular.

Bem organizada, local perfeito, o tempo estava óptimo.

Havia um mágico.

Tivemos uma banda cubana e depois outra que tocou musicas dos anos 80, 90 e actuais, mas sempre numa vertente teatral e cómica, imitando perfeitamente artistas conhecidos.

Resultado: depois de 9 horas num stand, estive 3 horas a dançar.

E acabei a noite descalça, que os meus pobres pés já não têm 15 anos.

Hoje, o dia de stand e no final, fiz  a apresentação de um poster.

E correu bem.

 

Agora vou ver o jogo Portugal- Espanha no Sonic Center com....espanhóis.

E estou com medo de jantar lágrimas.

Mas por outro lado, tenho medo de ganharmos e de eles me baterem.

O meu pobre coração está que não pode.

 

 

 

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.