Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

07.05.10

Sou uma chorona...


Lila

O meu filho a dizer-me adeus, á porta do aeroporto e eu a chorar que nem uma Madalena.

E para que ele não visse, entrei apressada, sem olhar mais para trás.

Agora ligou-me a minha sogra a dizer que ele tinha perguntado porque é que eu não tinha ficado a dizer adeus, enquanto o carro se afastava.

E a minha sogra inventou que a porta era automática e se eu olhasse para trás ainda me entalava.

 

Só sei que tive que andar de óculos escuros em pleno aeroporto.

Há-de ter 30 anos e eu ainda a sofrer quando me afasto dele.

Isso é garantido.

 

 

 

 

1 comentário

Comentar post