Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

25.07.19

Cabelo


Lila

unnamed.jpg

A minha cabeleireira desta vez exagerou... Pedi para cortar um bocadinho e fiquei com o cabelo pelos ombros. Ai quando estiver encaracolado...

23.07.19

Ser mãe de um adolescente


Lila

Ontem fomos os dois à Feira de Santiago. Mal chegamos, encontrou os amigos e foi com eles aos carroceis. Eu senti-me um bocado perdida, nunca tinha ido a uma feira, local de festa, sozinha. Fui comprar bolachas Piedade e depois fui ver o concerto do Alsemo Ralph. Ele acabou por também ver parte do concerto com os amigos e depois veio à minha procura para irmos para casa. Percebi que não estava confrmatvel com o facto de eu ter ficado sozinha.

Mas ele estava tão feliz que valeu pena.

Hoje, depois de ter ido ao conservatório escolher o reportório para o 6 grau de piano (tem um professor fenomenal) pedi-lhe para ir comigo ao supermercado à hora de almoço. Estou cheia de trabalho, tinha que leva-lo para me dar uma ajuda e ser mais rápido. Já na caixa, respondeu-me mal, num daqueles tons de adolescente que me irritam profundamente. Ralhei tanto que piorei grandemente a dor de garganta que já tinha. Perdi a voz.

Ficou de castigo, sem jogos, o resto do dia. Não podia deixar passar, se há coisa que não tolero são faltas de educação.

Eu sofro, sinto-me a ma da fita, fico pior do que ele a vê-lo magoado. Mas ser mãe é mesmo isto. E eu sei que faço muitas coisas bem, que o encho de mimos,  e que ele os merece (por exemplo, teve 91% nos dois exames nacionais, português e matemática) , mas há que educar, ensinar o que é respeito, não deixar que as hormonas levem a melhor. Foi assim que fui educada e acho que não me sai mal. Tenho a responsabilidade de educar um adulto bom, honesto, respeitador. Estou aqui para isso.

E raios me partam se não vou conseguir.

23.07.19

E as férias ainda tão longe...


Lila

IMG-5030.JPG

Normalmente por esta altura já vim de férias, este ano ainda nem fui. Ando anormalmente cansada e a dormir mal, talvez por ainda estar de ressaca da situação com a minha amiga. As coisas da casa fartam-me, ando irritadiça. E agora vou estar um longo período sem ter cá o marido, que esta num projecto (e por isso mudamos as férias). Os meus especialistas foram de ferias ontem (0s dois espanhois ao mesmo tempo) e por isso, todo o trabalho deles que cai, vem direitinho parar as minhas costas. Valha-me Santa Ingracia.

 

22.07.19

Tana


Lila

C57575F7-C181-4451-8146-A7FBAC9540A1.png

unnamed.png

Somos amigas desde a idade dos nossos filhos. O amor pelos filhos uma da outra é o espelho da nossa amizade. Na primeira foto, o filho mais novo da Tana, na segunda, o meu afilhado.

22.07.19

Netos


Lila

IMG-5087.JPG

Acredito que a maior riqueza do meu pai, mais do que as suas filhas, são os seus netos. Quatro, dois rapazes, duas raparigas, todos diferentes, um amor comum. 

17.07.19

Margarida


Lila

Hoje a minha sobrinha vem cá dormir. De repente, a casa ficou cheia, JA a correr atrás dela, a jogarem juntos, a desenharem, a verem TV, a partilharem lanche, a tocarem instrumentos musicais e a cantar. Como uma criaturinha tão pequena pode preencher tanto espaço e dar-nos tanta vida. Apesar de adorarmos, acho que tanto eu como o meu filho estimamos muito a nossa condição de unicidade. Ele como filho, eu como mãe.Gostamos quando estão cá amigos e a prima, mas temos muito a noção de que prezamos ainda mais o nosso espaço e a exclusividade um do outro. A maioria das pessoas ameaça-me com o arrependimento que vou sentir mais tarde (como se tivessem alguma coisa a ver com isso), por só ter tido um filho. Já não posso ser mãe (por ter uma idade adiantada) e continuo feliz da vida com a minha decisão. Não me arrependi, ate agora, num uma única vez. Ate muito pelo contrario. Sinto-me mesmo feliz por ter sido capaz de afirmar a minha vontade e não ter cedido.

Mas que a nossa Margarida faz revoltar qualquer útero de tão doce e meiga e boa menina, lá isso faz. Temos tanta sorte de a termos nas nossas vidas!