Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

14.12.18

Yoga


Lila

Uma semana sem praticar yoga, para uma pessoa habituada a praticar diariamente, significa dores.

14.12.18

O pai


Lila

Foi um marido péssimo e um pai ainda pior. Este acontecimento abriu a memória do meu marido para coisas que ele já tinha esquecido ou quis esquecer. Viu centenas de fotos que julgavam perdidas e anda numa emoção que só visto. A mim, deu-me vontade de concretizar um sonho de há muito tempo. Escrever a história da minha sogra. Vai ser o meu projecto para 2019. Espero que a musa me inspire e que seja capaz de o fazer. 

14.12.18

Amigos


Lila

unnamed.png

No Domingo tivemos um dos nossos almoços de Natal com amigos. Gostamos de reunirmos em almoços antes do Natal, como desculpa para nos rirmos um bocado e juntarmos os miúdos. Este foi com a minha melhor amiga e família. Almoçamos na Pérola da Mourisca e ainda passeamos todos juntos pelos moinhos de mare. Estava um dia lindo e serviu para espairecer. Saídos de lá, andei numa roda viva a fazer compras, a fazer sopa, a fazer a mala, a deixar a casa organizada para uma semana sem mim. E assim, neste stress, terminei o fim-de-semana. Próximo Domingo há outro almoço e só não tenho um jantar de amigas do trabalho hoje, porque infelizmente o pai de uma delas esta hospitalizado em estado grave e não temos clima para festas nessa situação.

14.12.18

Isto é vida


Lila

705409.jpg

No fim-de-semana passado, depois do almoço de família, fomos os dois ao cinema ver o “Isto é vida”.As minhas expectativas eram altíssimas e não foram de todo defraudadas. Adorei a história e principalmente a construção da mesma, a interligação inteligente entre os personagens, o factor surpresa. Não falhou nada, não houve pontas soltas. Todas as pessoas vão ver algo seu em algum ponto da história. Eu vi a minha mãe com cancro. O meu marido viu o pai canalha. O elenco é de luxo e vale mesmo muito a pena.

14.12.18

Sim, estou viva, mas pouco


Lila

Tenho muitos posts atrasados, estive ausente bastante tempo, mas também tenho óptimas desculpas. A semana passada foi terrível. Uma gravidez na família não vingou e apesar de ser no princípio, já tínhamos planos para aquele bebé. Depois, recebemos a notícia da morte do meu sogro. Foi um pai ausente durante toda a vida do meu marido por isso aparentemente pode parecer que não nos iria afectar. Mas o senhor morreu como viveu, sozinho em casa e ninguém deu por ele durante semanas. Foi o Afonso quem teve que tratar de tudo e para além da parte emocional que estamos a gerir (o meu marido esta a ser confrontado com memorias de quando tinha menos de 7 anos e por mais que o pai tenha sido um verdadeiro crápula, era seu pai) ainda estamos a enfrentar varias despesas inesperadas relacionadas com este processo.

Assim que, o almoço de família que eu andei a organizar durante semanas acabou por acontecer no dia seguinte à cremação do senhor. Cada vez mais acredito que não há coincidências. A reunião familiar correu muito bem mas obviamente foi este um dos temas de conversa. Acho que o meu marido gostou muito e já estamos a pensar no próximo.

Esta semana estive a semana toda fora. Andava a temer estes dias pela dificuldade do trabalho, pela quantidade de dias fora, mas também pelo percurso da viagem. Acompanhei um colega americano e fizemos voos todos os dias dentro de Espanha e de Itália. Dois países, muitos voos, muitos hoteis e 3 idiomas. Tenho a cabeça em papa. Correu tudo muito bem e esta feito. Felizmente, as semanas passam a correr e esta não foi excepção.