Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

26.01.18

Concerto


Lila

26992091_931122157064363_1271849505560842471_n.jpg

O meu filho vai actuar e nem eu nem o pai estaremos para ver. Anda a doer-me há um mês e agora que se aproxima, está a doer ainda mais. Filho sofre.

26.01.18

Aula particular


Lila

Hoje fui a uma aula de yoga que antes costumava frequentar. Apareci à hora marcada e era só eu. Assim, tive uma aula privada. E o que se evolui nestas ocasiões +e impressionante! Esta semana consegui compensar a próxima e vão ser, contando com amanhã, 8 horas de pratica!

26.01.18

A flauta mágica


Lila

FlautaMagica-featured-377x288.jpg

Programa de hoje à noite. Opera! Adoro!

A Flauta Mágica (original em alemão Die Zauberflöte)  é uma ópera em dois atos, de Wolfgang Amadeus Mozart, com libreto alemão de Emanuel Schikaneder. Estreou no Theater auf der Wieden em Viena, no dia 30 de setembro de 1791.

A ópera mostra a filosofia do iluminismo.

 Algumas de suas árias tornaram-se muito conhecidas, como o dueto de Papageno e Papagena, e as duas árias da Rainha da Noite. Os conceitos de liberdade, igualdade e fraternidade da Revolução Francesa transparecem em vários momentos na ópera, por exemplo quando o valor de Tamino, protagonista da história, é questionado por ser um prinicipe, e que por tal motivo talvez não conseguisse suportar as duras provas exigidas para entrar no templo. Em sua defesa, Sarastro responde: "mais que um príncipe, é uma pessoa."