Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

05.05.10

Rato


Lila

Ontem, o meu filhote foi a uma loja de animais com a avó e enquanto ela comprava alpista para o canário, ele enfiou o dedo na gaiola de uns hamsters, para lhes fazer festinhas no nariz e levou uma valente dentada que lhe fez ferida e sangue.

Quando cheguei a casa, já perto das 9h da noite, ele tinha o dedo espetado, um enorme penso e uma história para contar.

...

 

Hoje recebi uma mensagem de voz no telemóvel que dizia:

"Hola, guapa, soy Mariluz, cuando tienes un rato, llamame."

E eu pensei, éh,pá um rato não tenho, mas o meu filho tem dois buracos num dedo.

É o mais perto de rato que consigo orientar...

 

 

LOL

03.05.10

Mimos


Lila

O meu bebecas mais lindo do mundo, carinha mais laroca e fofa, encheu-me de beijos agora quando já estava na caminha.

Os melhores mimos do meu filho são quando ele está com sono.

Apura-se-lhe  o mimo.

 

 

03.05.10

Eh, pá, não me lixem!


Lila

Eu ando a beber água que nem uma maluca.

Passei de não beber nenhuma, para beber 3 litros de água por ida.

E o truque é ter uma garrafa de meio litro comigo e ir enchendo ao longo do dia.

Eu ás vezes tenho medo de me afogar nesta quantidade enorme de água, mas a coisa tem corrido bem, com a excepção de ir fazer xixi de meia em meia hora. E isso é coisa para me deixar fora de mim, confesso.

Ontem, estava na casa da minha sogra e apareceu o meu cunhado mais saudável, mas naturista e mais zen. (de entre os 5 que tenho)

E eu, que levo sempre raspanetes porque não bebo água, porque não faço ioga, porque estou mal sentada ou porque não paro quieta, exibi, triunfante a minha garrafinha e esta minha vitória, digamos, aquática.

E o que é que eu oiço?

Elogios?

Naaaaaa.

Ouvi que estou a beber mal a putativa água.

Que devo mastigar a água. (WTF)

Que não posso beber assim tanto de cada vez.

Que deve ser morna e não fria.

Que devo mantê-la um bocado na boca, para se misturar com a saliva e atingir o ph certo.

Fónix, pá!

Então antes não bebia água.

Agora bebo mal a água?

 

03.05.10

Despedida


Lila

Hoje fui á minha aula favorita da semana no ginásio.

Mas tive uma desilusão enorme, porque foi anunciado que o nosso querido Professor, o maluco que nos punha bem dispostas, mesmo nos dias mais difíceis, saiu do ginásio.

Ficámos todos muito tristes.

A professora que hoje o substituiu ficou com um trabalho super ingrato (já aqui falei disso).

É que a aula foi duríssima e em nada ficou atrás das aulas do nosso Cláudinho.

A não ser na alegria contagiante que apenas o Cláudio nos transmitia.

 

 

02.05.10

Afonsinho


Lila

Hoje baptizámos o Afonsinho.

Foi um evento muito bonito, e o principal foi termos tido oportunidade de estar com pessoas de quem gostamos, num dia bem passado.

Parabéns amigos, pelo vosso bebé e também pela festa linda!!!!

02.05.10

3-1


Lila

 

Não adianta de nada, o campeonato este ano e depois de 4 anos de vitórias, está perdido.

Mas que sabe bem, sabe.

Podíamos ter perdido, já que não adiantava nada ganharmos?

Podíamos.

Mas não era a mesma coisa.

02.05.10

Mãe


Lila

Eu não simpatizo particularmente com o dia da mâe.

Desde que perdi a minha, tornou-se um dia óbviamente difícil.

O meu filho faz-me sempre uma prendinha na esola, mas desde sexta que tenta desesperadamente que eu a aceite, que não lhe importa que a comemoração seja dois dias depois, ele quer é ver a minha cara ao recebê-la.

Estive o fim de semana todo a fugir da prendinha, que ele abanava furiosamente nas mãozinhas.

Dia da mãe para ele,  é o dia em que a prenda está pronta e o resto é conversa.

Eu sou o oposto disto. Adoro surpresas e gosto que se cumpram os dias.

Para mim, não tem graça receber prendas fora do dia de aniversário. São prendas, mas não são de aniversário.

Detesto receber um telefonema dois dias depois. Gosto que se lembrem de mim no dia.

Dou importancia ás datas, sempre fui assim.

Por isso, estou á espera de receber a prenda no dia da mãe. Não antes e não depois.

E estou á espera que se dê importancia ao dia.

Até porque, não posso festejar com a minha mãe e hoje sinto, ainda mais, (se isso é possível) a falta dela.

Mas, nem de propósito.

Tenho o raio do azar do meu marido se marimbar para o negócio.

Normalmente não compra nenhuma prenda, não se lembra e não faz questão.

Pode comprar-me coisas todos os outros dias do ano, mas não neste dia.

E eu fico invariavelmente triste.

Faço um esforço para não ficar, mas fico.

Tento pensar que não é importante, mas acabo sempre por ficar a remoer nisto.

É mais forte do que eu.

 

 

01.05.10

Vila Moleza


Lila

 

Hoje levámos os terríveis JA e T. a ver este espectáculo ao vivo no Pavilhão Atlantico.

Foi um belo programa a 6 porque apesar de nós pais não apreciarmos grande coisa este tipo de show, o de bancada preconizado pelos nossos filhos, esse deixa-nos encantados.

E eles dançaram imenso.

 

Depois fomos jantar e os terríveis pintaram a manta.

Na casa de banho os gritos eram tantos que eu e a Tana não tínhamos mãos a medir para acalmar a euforia.

Reparei que uma senhora olhava para eles com um ar aterrorizado, mas a vergonha fez-me não reparar quem era.

Via a Tana a contorcer-se, mas nunca percebi nada.

Á saída, ela disse-me que a senhora que estava na casa de banho a olhar horrorizada para o comportamento dos nossos filhos, era uma professora nossa de liceu.

A única professora que nos fez a vida negra, que nós odiávamos, uma verdadeira cabra, aquela tal a quem gostávamos de espetar na cara, ó para nós tão lindas, tão adultas,tão formadas, tão bem casadas e com filhos tão perfeitos... e o que é que acontece?

O raça dos putos fazem uma algazarra das antigas e nós passámos por verdadeiras bimbas.

 

E nem é costume eles se portarem assim. Estavam possuídos. Amanhã para o baptizado do Afonsinho levo dois açaimes, caneco.

Pág. 6/6