Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contos sem nó

As minhas histórias

Contos sem nó

As minhas histórias

25.02.10

Pequenas grandes emoções


Lila

 

No outro dia, á chegada ao aeroporto de Barcelona, uma jovem esperava um dos passageiros que vinha no mesmo avião que eu, segurando uma bebé com menos de um ano, ao colo.
E logo que viu o rapaz, decerto marido e pai da menina, desatou a chorar compulsivamente, enquanto passava a menina para o colo do pai, que a segurou, a medo.
Ainda antes de fazer qualquer outra coisa, passou-a e ficou a vê-los juntos, as lágrimas caiam cara abaixo.
Eu até parei um bocado a vê-los e a imaginar aquela história de separação, como tantas outras que existem mundo fora.
Juro que fiquei a prender as minhas próprias lágrimas, ainda um bom bocado depois disso.